Meu Dinheiro

Guia Completo para você tirar dúvidas e solicitar o empréstimo pessoal

Publicado: 28 de fevereiro, 2022

Meu Dinheiro

Guia Completo para você tirar dúvidas e solicitar o empréstimo pessoal

Publicado: 28 de fevereiro, 2022

O crédito pessoal é uma linha de crédito bastante interessante para pessoas que possuem alguma pendência financeira e querem equilibrar as finanças. Essa modalidade de empréstimo oferece boas condições de pagamento, facilidade de acesso e agilidade na liberação.  Diante de um cenário socioeconômico ainda fragilizado pela pandemia da Covid-19 e com inflação crescente, os brasileiros […]


avatar

Autor:
Fabio Vieira

avatar

Revisor:
Bruno Contento


Compartilhe:

icon icon icon icon
O Conteúdo desta página está atualizado com base na data do post. Porém, algumas ofertas e condições podem ter sido expiradas. Se preferir, acesse nossa página de Parceiros ou utilize nossa ferramenta de Calculadora , para encontrar facilmente um empréstimo que se encaixa à sua necessidade atual.

Publicidade

O crédito pessoal é uma linha de crédito bastante interessante para pessoas que possuem alguma pendência financeira e querem equilibrar as finanças. Essa modalidade de empréstimo oferece boas condições de pagamento, facilidade de acesso e agilidade na liberação. 

Diante de um cenário socioeconômico ainda fragilizado pela pandemia da Covid-19 e com inflação crescente, os brasileiros precisam recorrer a empréstimos para aliviar as dívidas. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 74% da população brasileira estava endividada. Isso significa que mais de 12 milhões de famílias têm algum tipo de dívida, seja pelo empréstimo pessoal, cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, entras modalidades.

Com a falta de dinheiro e o custo de vida aumentando, a procura por empréstimo pessoal cresce substancialmente. Segundo o Índice FinanZero de Empréstimos (IFE), o interesse por empréstimos em dezembro de 2021 teve aumento de 10,76% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Ainda de acordo com o levantamento, a principal razão do pedido de empréstimo refere-se à quitação de dívidas (29%).

Porém, antes de solicitar um crédito, você deve estudar muito bem o assunto, pesar todos os fatores envolvidos e avaliar as possibilidades com cuidado. Afinal, embora os empréstimos possam ajudar em muitas situações, é preciso tomar cuidado na contratação para evitar problemas. 

Para ajudar você a tomar a melhor decisão, neste artigo vamos explicar o que é empréstimo pessoal e mostrar algumas questões que devem ser consideradas antes de decidir se um empréstimo vale mesmo a pena.

Empréstimo Pessoal o que é?

O crédito pessoal nada mais é do que uma determinada quantia em dinheiro, concedida por uma instituição financeira, com o seu pagamento parcelado por determinado prazo. Em troca desse serviço, a instituição cobra juros mensais, que variam de acordo com a análise de crédito do cliente e o montante emprestado. 

O maior diferencial desse tipo de empréstimo a liberdade para definir o seu uso. Isso significa que você não precisa explicar como gastará o capital obtido, como acontece com os financiamentos, por exemplo. Basta negociar as obrigações contratuais, como número de parcelas e percentuais de juros. O dinheiro pode ser utilizado como você bem entender, seja para quitar dívidas, fazer uma viagem, investir no mercado ou fazer qualquer outra coisa de seu interesse.

O percentual de juros é cobrado de acordo com  os riscos envolvidos e o prazo da operação.  Quanto menores forem os riscos de inadimplência de pagamento para a instituição financeira, melhores serão as taxas e os prazos de pagamento disponíveis para o interessado. Além disso, haverá menos burocracia na análise de crédito antes da liberação do recurso.

Como funciona o empréstimo pessoal?

Ao fazer um empréstimo, uma das primeiras coisas que você deve levar em consideração é a taxa de juros cobrada. Compare os valores oferecidos com outros disponíveis no mercado e certifique-se de que todo o custo total desse empréstimo foi informado claramente antes de confirmar a transação.

O valor das taxas varia de acordo com a loja ou a instituição financeira. Os nossos parceiros costumam liberar em até 48 horas o empréstimo de forma online e segura. As taxas de juros variam bastante, de 1,49% a 15%. Portanto, antes de efetivar uma operação de empréstimo pessoal, é importante realizar diversas cotações com diferentes instituições financeiras.

Além da análise de crédito, existem algumas linhas de empréstimo pessoal que permitem a utilização de garantias para a instituição financeira. Bens como imóvel, automóvel, aplicações financeiras, previdência privada, entre outras opções, podem servir de garantia para o pagamento da dívida. 

Porém, em caso de inadimplência, a instituição financeira poderá executar a garantia e tomará o bem apresentado no contrato como forma de pagamento da dívida. Portanto, para evitar problemas futuros, é muito importante tomar alguns cuidados e planejar bastante o orçamento antes de contratar um empréstimo. 

Motivos para solicitar um empréstimo pessoal

O recomendável é que esse tipo de empréstimo seja utilizado para resolver emergências, seja reformar a sua casa, fazer uma viagem em família ou colocar as contas em dia. 

Mas não se empolgue com a facilidade de conseguir contratar esse empréstimo –  lembre-se de que terá que arcar com a dívida depois. Portanto, procure sempre negociar o melhor contrato e planejar bastante o orçamento antes de contratar um empréstimo.  

Uma recomendação é que você tenha os motivos para fazer esse empréstimo bem definidos na sua mente. Além disso, é importante calcular com precisão se será capaz de pagar o valor das parcelas todo mês. Desse modo, evitará pagar juros e multas, que podem afetar as suas economias. 

Outra dica é pagar as parcelas na data do vencimento ou mesmo antecipadamente sempre que puder. E caso você tenha o valor suficiente em mãos, liquidar o empréstimo pode ser a melhor opção, pois evitará os custos com juros.

Os especialistas recomendam que as parcelas do crédito pessoal não ultrapassem 30% da renda mensal do solicitante. Mesmo para aposentados e pensionistas do INSS, desde janeiro, novas contratações devem obedecer ao limite de comprometimento de 30% dos rendimentos. 

Motivos para solicitar um empréstimo

Quem precisa de dinheiro rápido pode encontrar uma boa solução no empréstimo pessoal com menor taxa de juros, pois o dinheiro pode ser disponibilizado quase que imediatamente. 

Essa modalidade de crédito pode ser bastante útil em uma série de situações. Se você precisa fazer uma reforma, pagar alguma conta extra ou resolver um imprevisto de saúde, por exemplo, o dinheiro pode ser usado para resolver essas situações de emergência.

Outra situação vantajosa é quitar dívidas com juros mais altos, como do cartão de crédito ou do cheque especial. Em vez de pagar juros superiores a 400% ao ano, você pode pegar um empréstimo e pagar um percentual bem menor. 

Mas o importante é pesquisar bastante antes de tomar uma decisão. Se o empréstimo é para comprar um carro, por exemplo, escolha o modelo ideal para o seu perfil e verifique quais são as taxas de juros cobradas. De posse dessas informações, você poderá fazer um empréstimo com menor taxa de juros e evitar contrair uma dívida maior do que necessário.

Onde é possível solicitar um empréstimo  

Os empréstimos podem ser solicitados nos bancos ou financeiras. No Brasil, uma empresa só está autorizada a oferecer empréstimos se ela for registrada no Banco Central como instituição financeira. Além disso, ela também pode estar cadastrada como correspondente bancário de uma instituição financeira.

A Empréstimo Sim, por exemplo, é uma plataforma digital que faz parte do Grupo Santander, que atua no mercado desde 2019. Ela oferece empréstimo pessoal com taxas de juros a partir de 1,29% ao mês, com parcelas de até 36 vezes. 

A empresa oferece diversos produtos de crédito, com menos burocracia e mais agilidade. Por ser uma plataforma digital, todo o processo pode ser realizado em casa, de forma online.

Por fazer parte do Grupo Santander, a Sim consegue atuar em todo o território nacional. Apesar da relação com o banco, a empresa oferece empréstimos até mesmo pra quem não é correntista.

Outra operadora consolidada no mercado é a Losango, que atua desde 1971. A empresa hoje está presente em mais de 2.000 municípios, e conta com cerca de 16 mil lojas parceiras. Além disso, também conta com uma plataforma de empréstimo e crediário online.

A Losango oferece empréstimos pessoais com taxas de juros a partir de 4,99%, em parcelas de até 36 vezes. O valor do empréstimo vai de R$ 2.500,00 até R$ 50.000,00.

Como contratar o empréstimo pessoal online?

Em função das dificuldades decorrentes da pandemia e da facilidade para se contratar um empréstimo online, cada vez mais pessoas usam a internet para conseguir crédito. 

No entanto, é preciso agir com cautela, pois existem inúmeros anúncios de instituições que ofertam empréstimos sem comprovação de renda e garantias, mas não têm boa reputação no mercado. 

Solicitar empréstimo pela internet é seguro, mas é preciso tomar algumas medidas de proteção. Em primeiro lugar, considere o prestígio e o tempo de atuação do negócio para não cair em golpes. Pesquise também as informações cadastrais da empresa, como o CNPJ, e verifique a segurança do site. Outra medida importante é pesquisar se a empresa possui uma sede física, o que trará maior segurança para a operação. 

Além disso, desconfie de instituições que ofereçam taxas muito abaixo daquelas praticadas no mercado ou liberação de crédito muito rápida, pois essas facilidades podem estar associadas a práticas fraudulentas.

Quais são os tipos de empréstimo pessoal?

As regras para conceder o empréstimo costumam variar de acordo com a instituição financeira. Geralmente, é exigido que o solicitante tenha entre 18 e 79 anos, seja brasileiro ou residente fixo do país. Além disso, é importante apresentar um bom histórico de pagamento e não ter restrições de crédito. 

Grande parte das instituições financeiras aceita o extrato bancário correntista ou de poupança como comprovante de renda. A análise é feita para descobrir se existe entrada de dinheiro suficiente quitar as parcelas do crédito pessoal. 

O valor das taxas varia de acordo com a instituição financeira. As taxas de juros variam de 1,49% a 15%. Portanto, antes de efetivar uma operação de empréstimo pessoal, é importante realizar diversas cotações com diferentes instituições financeiras.

Para quem é aposentado e já tem crédito consignado contratado, o extrato do benefício do INSS pode ser usado para fins de comprovação. Nesse caso, a avaliação é realizada com base na margem que é possível ser tomada, que é de, no máximo, 35% do benefício.

Além da análise de crédito, existem algumas linhas de empréstimo pessoal que permitem a utilização de garantias para a instituição financeira. Bens como imóvel, automóvel, aplicações financeiras, previdência privada, entre outras opções, podem servir de garantia para o pagamento da dívida. Porém, em caso de inadimplência, a instituição financeira poderá executar a garantia e tomará o bem apresentado no contrato como forma de pagamento da dívida. 

Quais são as diferenças entre os tipos de empréstimo?

Cada uma das modalidades de empréstimo tem as suas próprias características, como taxas de juros e condições específicas. Para ajudar você a escolher a melhor opção, explicaremos a seguir como funcionam as principais linhas de crédito disponíveis no mercado.

Empréstimo pessoal

Essa opção de linha de crédito é uma das que conta com a menor burocracia no momento de sua contratação. Por isso, ela é interessante caso você necessite de um empréstimo para começar a investir em pouco tempo.

A grande desvantagem são as suas taxas de juros, que tendem a ser mais altas em relação às outras opções do mercado. Ainda assim, ela é muito menor do que o rotativo do cartão de crédito ou os juros atrelados ao cheque especial.

Empréstimo consignado

Essa linha de crédito conta com as menores taxas de juros disponíveis no mercado. Porém, ela está disponível apenas para pensionistas, aposentados do INSS, funcionários públicos e pessoas com saldo no FGTS. 

O pagamento é cobrado diretamente a partir do holerite ou da aposentadoria, e pode ser realizado num prazo de até 72 meses. 

Empréstimo com garantia

Nessa modalidade de empréstimo, você oferece uma garantia sobre o valor solicitado, como um veículo ou um imóvel, reduzindo assim os riscos de operação para a instituição financeira. Desse modo, é possível conseguir juros tão baixos quanto do empréstimo consignado e com um prazo melhor para quitar a dívida, estendido a até 240 meses para pagar.

A desvantagem é que essa opção fica restrita apenas para pessoas que possuam um imóvel ou veículo que possa ser colocado como garantia. Além disso, você pode acabar perdendo o seu bem, caso não consiga pagar a dívida no prazo estabelecido.

Cartão do BNDES

Essa modalidade de empréstimo é voltada para a aquisição de bem móveis para o seu empreendimento. Ela funciona como um empréstimo para possibilitar a abertura, a ampliação ou a reforma do seu empreendimento. Entretanto, essa opção só está disponível para adquirir determinados tipos de bens.

A desvantagem dessa linha de crédito é que ela é oferecida por instituições bancárias, que geralmente exigem um relacionamento anterior com a pessoa para que ela seja aprovada. Por outro lado, as taxas de juros não são muito altas, e o prazo para quitar a dívida é de até 48 meses.

Empréstimo pessoal pela internet

Esse é um tipo de crédito bem recente. Ele tem muitas semelhanças com o empréstimo pessoal convencional. O diferencial é que é ofertado por empresas que atuam exclusivamente pela internet. Todo o processo é feito online, sem que seja necessário se deslocar fisicamente até o local.

Outra vantagem é que os juros costumam ser bem acessíveis em algumas empresas. Isso porque a operação é feita estritamente pela internet, o que reduz despesas com aluguel e manutenção de agências físicas.

No entanto, justamente por esse empréstimo ser online, as instituições financeiras são mais exigentes em relação às análises de crédito para liberar o crédito pessoal.

Crédito pessoal pré-aprovado

Esse crédito é disponibilizado por banco ou instituição financeira com base no perfil financeiro e histórico de pagamentos de uma pessoa. Portanto, ele pode ser usado a qualquer momento e sem burocracias. Ele traz algumas vantagens: os juros são menores do que um empréstimo comum, e as parcelas são personalizadas de acordo com o perfil do cliente e com o limite aprovado anteriormente. 

Você pode verificar se já tem um crédito pré-aprovado em seu banco. Nesse caso, conseguir esse empréstimo é simples. Basta você pode solicitar no caixa eletrônico, ou até no aplicativo e internet banking. Não é preciso falar com o gerente ou ir até a boca do caixa.

Como calcular os juros de empréstimo pessoal?

Para compor a taxa de juros do empréstimo, a instituição financeira soma basicamente três valores: o custo de aquisição do cliente, a taxa de retorno do investidor e o custo da venda. Além disso, outros fatores são levados em consideração, tais como o risco de crédito ou inadimplência.

Além disso, cada instituição pode cobrar taxas diferentes, de acordo com a sua política de crédito e o perfil financeiro do solicitante. Por isso, é muito importante comparar as condições antes de decidir onde solicitar o crédito.

O cálculo de juros do empréstimo pessoal segue a regra de juros compostos, que considera juro sobre juro. Nesse caso, a taxa é sempre calculada em cima do valor inicial que você pegou emprestado mais o valor dos juros cobrados no mês anterior. 

Por exemplo, se você pegou um empréstimo de R$ 1.000,00 e paga 3% de juros, na segunda parcela o montante será R$ 1.030,00. A partir daí, os juros das parcelas seguintes serão recalculados a partir desse montante, e não do valor inicial.

Contratar um empréstimo pessoal vale a pena?

Essa fonte de crédito pode ser especialmente interessante para pessoas que possuem alguma pendência financeira e querem equilibrar as finanças. Porém, para que realmente valha a pena, é importante fazer uma boa pesquisa no mercado para avaliar os juros e as parcelas que cabem no seu bolso.

Uma vez que no empréstimo pessoal não são exigidas garantias, como acontece no financiamento ou no crédito consignado, os juros costumam ser mais altos. Para evitar pagar mais, o consumidor deve comparar as diferentes taxas do mercado antes de fechar o negócio.

Por outro lado, os juros são menores do que do cartão de crédito e do cheque especial. Nesse caso, vale a pena trocar essas dívidas caras por uma única dívida adquirida por meio de um empréstimo pessoal com menor taxa de juros, como do empréstimo pessoal. Desse modo, será possível limpar o seu nome e recuperar o seu crédito, o que sempre é um bom negócio.

 

LEITURAS ESSENCIAIS, ENTREGUES SEMANALMENTE.

Inscreva-se para receber as notícias mais importantes da semana em sua caixa de entrada todas as semanas.

Email inválido. Email registrado.

Ao fornecer o e-mail, você concorda com a Política de Privacidade

O QUE DEVO FAZER AGORA?

Economize utilizando nossas calculadoras, pensadas especialmente para facilitar o processo de suas escolhas financeiras

calculadora calculadora

CALCULADORA DE JUROS E EMPRÉSTIMOS

Não sabe como calcular juros de empréstimo?
Utilize nossa ferramenta online.

calculadora calculadora

CALCULADORA DE EMPRÉSTIMO CONSIGNADO

Não sabe como calcular empréstimo consignado?
Utilize nossa ferramenta online.

Publicidade